Portal da CIdade Pouso Alegre

AGRESSÃO

Balconista fala em separação e é espancada com bota de bico de ferro 

Agressor foi preso e colocado em liberdade no dia seguinte ao crime

Publicado em 02/08/2022 às 15:23
Atualizado em

Mulher teve o rosto desfigurado com chutes e socos desferidos pelo namorado (Foto: Fotos cedidas ao PCPA)


Já está em liberdade o homem de 21 anos que na noite de sexta-feira (29) espancou a balconista I.G.F.C. de 24 anos, após discutir com ela e iniciar uma sessão de pancadarias. A tentativa de feminicídio ocorreu na Rua dos Lírios, bairro Marcos Baracat, em Santa Rita do Sapucaí.

A mulher foi socorrida com vários hematomas e lesões na cabeça e tórax e, após alta hospitalar, está se restabelecendo em casa aos cuidados de familiares.

Segundo IGFC contou ao PORTAL DA CIDADE, ela e o suspeito agressor, Maicon Rafael Balbino dos Santos, instalador de painéis solares, mantinham um relacionamento há 16 meses e têm uma filha de sete meses. Ela é também mãe de mais duas crianças, uma delas de dois anos e a outra menor de idade.

Na data da agressão ela estava em seu trabalho numa padaria quando o namorado apareceu já no final do expediente e propôs aguardá-la num barzinho próximo. Ao final do trabalho eles se encontraram no bar e ainda beberam uma cerveja. 

Quando a mulher quis retornar para casa, o rapaz ficou alterado e começou uma discussão, ela conta. Ela então retornou sozinha, mas quando chegava em casa o suspeito apareceu de carona numa moto. Ao entrarem na residência, ela falou em separação e o homem completamente fora de si começou a espancá-la.

Segundo IGFC, o agressor usa botas com bico de ferro, que são equipamentos de segurança do seu trabalho. E foi com essas botas que ele aplicou vários chutes na vítima e deu socos no rosto dela. Isso tudo na presença dos filhos de 7 meses e dois anos.

Sangrando e com o rosto já desfigurado pelas pancadas, a mulher conseguiu se desvencilhar e correu até à casa de vizinhos. Ela foi acolhida por um deles, enquanto o agressor permaneceu na rua fazendo ameaças.

A mulher foi levada para o Hospital Antônio Moreira da Costa, recebeu atendimento médico e permaneceu em observação. Nesta terça-feira (02), após alta médica, falou ao PORTAL DA CIDADE.

Segundo informou, ainda hospitalizada atendeu uma equipe da Polícia Militar que foi acionada pelos vizinhos. Foi feito um BO e os policiais realizaram diligências para prender o agressor.

Ele chegou a ser preso, acusado de lesões corporais – e não tentativa de feminicídio – mas já está em liberdade. 

Através de um advogado a vítima pediu Medida Protetiva e já foi atendida pela justiça local. Segundo ela o advogado vai solicitar a alteração no inquérito, para que Maicon seja indiciado por tentativa de feminicídio, e não por lesões corporais, crime de penalidade mais branda.

Fonte:

Receba as notícias de Pouso Alegre no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário